Peugeot 308 GTi e-THP 270 by Peugeot Sport

Vulcânico, eletrizante… o que quiser!

Peugeot 308

Peugeot 308 GTi e-THP 270 by Peugeot Sport (Fotos: Central Termoelétrica do Carregado)

Já utilizámos antes a palavra VULCÂNICO para definirmos outro automóvel de outro mundo, aqui no AutoanDRIVE. No entanto, não resistimos a repeti-lo, depois de testarmos o Peugeot 308 GTi, 270 cavalos de raça pura e… ELETRIZANTE. Ou seja lá aquilo que você quiser…

Antes de avançarmos, sempre podemos afirmar que, no segmento, existem propostas mais potentes que este Peugeot 308 GTi. Algumas delas, até mais recentes. Porém, magia é magia – e a do leão nunca é ultrapassada por nenhum outro felino, por muito predador que ele seja!

Estrada para que te quero!

dsc00120A receita é (quase) simples. Pegue-se na carroçaria de uma berlina 208, na versão de cinco portas e assente-se a mesma sobre um trem rolante assente numas grandes jantes Carbone de 19”, raiadas de negro e exclusivas. O resultado, desde logo, é poderoso. Até porque, apesar da sua inusitada – e propositada? – discrição (para os amantes da adrenalina elevada ao sentido do “olha também come”, a Peugeot disponibiliza uma versão pintada de vermelho e,  na parte traseira da carroçaria, de preto, designada por Coupe France) nada tem de discreto o Peugeot 308 GTi.

dsc00135Todavia, não se pense que, ao pensar apenas em ser discreto, este 308 GTi by Peugeot Sport , não se destaca por “pequenos” pormenores, que lhe vão moldando a personalidade explosiva. Os exemplos, disseminados pela superfície da carroçaria, idêntica a qualquer outra berlina da gama, são diversos – e dão nas vistas, apelando à adrenalina escondida debaixo das vestes simples na origem.

dsc00123Na frente, a grelha dupla é em “ninho de abelha” negro, com a inferior bordejada em vermelho; os faróis incisivos são em LED e, na zona inferior do para-choques, existem duas pequenas aletas que servem para aperfeiçoar (ainda mais) o coeficiente aerodinâmico (ou Cx); de lado, saias prolongam até mais perto do asfalto a carroçaria, as enormes pinças dos travões deixam-se ver através dos raios das jantes, vermelhas na frente e existe um discreto logo a dizer GTi, com o “i” em vermelho; e, atrás, destaca-se um extrator em preto brilhante, incorporando as duas saídas cromadas de escape. Do lado direito inferior do portão traseiro pode ver-se o mesmo logo GTi existente nas laterais. E é tudo, no que à imagem exterior diz respeito.

dsc00127O resto, é uma questão de dinâmica e adrenalina pura – mas que apenas se percebem depois de carregar no botão “start/stop”. E o coração da adrenalina é o bloco THP do motor. Com 270 cv, é uma evolução do original 1.6 de 208 cv existente em tempos no 208 GTi e que, depois, evoluiu no RCZ, repousando hoje em dia no TCZ R com semelhante nível de potência. No 308 GTi, a primeira berlina que utiliza este motor, a vantagem está na relação peso/potência – apenas 4,46 kg/cv, graças ao peso de somente 1205 kg que o veículo acusa na balança. E que, verdade seja dita, rapidamente o torna numa referência neste segmento, em que a concorrência de uma forma geral apostou em motores maiores, com 2 litros de cilindrada. Por tudo isto, as suas recuperações são rápidas, imediatas e vibrantes…

dsc00140Quanto à dinâmica, para lá das caraterísticas próprias do motor, atrás referidas, assenta numa carroçaria mais leve, num chassis otimizado para ser realmente desportivo, rebaixado em 11 mm, com suspensão revista, com molas, amortecedores e barra estabilizadora de taragens mais firmes e componentes específicos, como o diferencial autoblocante Torsen totalmente mecânico, de deslizamento limitado. A direção é leve e precisa, por vezes talvez “demasiado” assistida para um carro que apresenta reais veleidades desportivas e o sistema de travagem é composto por discos de carbono perfurados de 380 mm na frente, “mordidos” por pinças (vermelhas) de 4 pistons e de maciços 268 mm atrás, apresentando mesmo um sistema ABS preparado para uma condução mais exigente.

dsc00113O reflexo de todo este parlapié é um comportamento em estrada de fazer inveja aos mais puros e duros amantes da condução desportiva. O “estábulo” disfarçado por baixo do “capot” tem por vezes laivos de indomável disposição e, bem acolitado por uma caixa de velocidades manual de carretos reforçados, com seis relações e um delicioso engreno “metálico”, desfila alegremente estrada abaixo, sempre que a isso convidado pelo pedal (em metal perfurado) do acelerador.

dsc00132Mas, atenção: o conforto de rolamento nunca é descurado, apesar das exigências e necessidades de quem realmente aprecia as transferências (muito) rápidas de curva para curva. Por isso, o 308 GTi by Peugeot Sport nunca perde a compostura devida a um familiar de origem, eficaz em termos de espaço, convivialidade e, claro está, tão bom para os netos, como para os avós. Até mesmo em viagens mais longas e desgastantes.

dsc00106E os consumos até nem são gulosos em demasia: basta referir que, em condução descontraída, se queda na casa dos 7 l/100, que sobem mais um litrito, litrito e meio quando o “piloto” (muito…) escondido que há em nós se decide a sair da “casca”… Claro que, em pilotagem “à séria” (que o 308 GTi by Peugeot Sport permite facilmente e sem hesitações), estes números não passam de meras conjeturas estatísticas…

À medida dos tempos modernos

dsc00122Por dentro, também o Peugeot 308 GTi se apresenta bem à medida dos tempos modernos. Claro está que o ambiente a bordo extravasa pormenores desportivos e de exclusividade: bancos tipo “bacquet” em Alcantara com pespontos vermelhos e, “noblesse oblige”, excelente apoio lombar e para as pernas; inserções em alumínio diversas (“tablier”, alavanca da caixa, volante, laterais e estribos das portas…); volante desportivo compacto; ecrã tátil de 9,7” na consola central, com várias opções de informação e entretenimento; sistema iCockpit e HUD; assinatura GTi no volante e nos estribos.

308-gti-interior-1No resto, é idêntico ao interior de qualquer outra berlina da gama 308: com espaço na frente e (sempre em escrutínio…) atrás, versatilidade, bom ambiente e boa qualidade dos materiais e respetiva montagem. Nada a dizer, portanto – nem sequer na disposição dos comandos, sempre à mão de “semear” pelo condutor e respetivo passageiro do bando do lado direito.

308-gti-interior-2Ser um “cinco portas” facilita em muito o acesso para os bancos traseiros, embora os mais puristas possam desdenhar esta opção, por (alegadamente, como gosto de empregar esta palavra…) descaraterizar a alma desportiva mais dura. Por outro lado, a bagageira é igualmente igual à das outras versões da gama, com um volume superior aos 400 litros (420, para ser mais preciso).

dsc00149E, no ato de passar po cheque, este até nem é demasiado “doloroso” – quaisquer 41.600 “euricos” (É muito? É pouco? É em conta? Você decide…) chegam para ter este “cocktail” compacto do mais puro prazer de condução veloz na garagem. Ou melhor, longe das portas da dita cuja – rugindo pelas estradas mais divertidas deste cantinho à beira mar plantado. Mas cuidado com aqueles aparelhómetros que, aqui e ali, estão plantados de forma (in)discreta por trás dos “rails” ou de um inocente arbusto…

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

dsc00116Motor: diant. transv., quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1598 cc, turbo c./”intercooler”, inj.direta e filtro de partículas; Potência (cv/rpm): 270/6.000; Binário Máx. (Nm/rpm): 330/1.900; Vel. Máx. (km/h): 250; Acel. 0-100 km/h (s): 6; Consumos (l/100 km): 6; Consumo AutoanDRIVE (l/100 km): 7,6; Emissões CO2 (g/km): 139; Preço (euros): 41.600

O Peugeot 308 GTi custa

O Peugeot 308 GTi custa 41.600 euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s