Renault Talisman ST 1.6 dCi 160 Twin Turbo EDC Initiale Paris 4Control

Regresso ao topo

Renault Talisman

Renault Talisman ST 1.6 dCi 160 Twin Turbo EDC Initiale Paris 4Control (Fotos: Foz do Arelho)

A Renault substituiu da melhor forma o seu fiel Laguna pelo Talisman, dando corpo e alma para fazer regressar o losango ao que de melhor se faz no mundo automóvel. Imagem poderosa, equipamento quase “gourmet”, conforto ilimitado, qualidade mais que percetível, dinâmica irrepreensível, elevada tecnologia de ponta – tudo isso vem ao de cima naquele que é, a partir de agora, o navio-almirante da marca francesa. Belo e sedutor, é na carrinha – oficialmente, a Sport Tourer – que a Renault aposta rumo ao sucesso. Que, é bem claro, está já ali ao virar da esquina – se possível, bem ajudado pelo sistema 4Control, uma das pedras de toque da versão mais equipada da gama.

Pode parecer estranho, mas o Talisman “original” foi concebido a pensar no mercado chinês. O que, só por si, reflete a cada vez maior importância deste para qualquer marca europeia que preze os números e a expansão – e, claro está, a Renault não é exceção à regra. Só que “este” Talisman, o Talisman da Europa, para ser bem aceite (afinal, sempre é um “monstro” com quase cinco metros de comprimento…) e se tornar naquilo que, afinal, é – uma excelente peça da alta-costura automóvel – foi revisto e amplamente melhorado em itens como o conforto e o equipamento, tornando-se de imediato um rival à altura de modelos já bem ancorados no panorama do segmento, como o Opel Insignia, o Ford Mondeo, o VW Passat ou o Mazda 6.

O Talisman ST é a grande aposta da Renault em termos de vendas

O Talisman ST é a grande aposta da Renault em termos de vendas

O AutoanDRIVE ensaiou primeiramente a carrinha (designada, como é tradição no universo do “losango”, como Sport Tourer, ou ST), que é onde a Renault centraliza as suas apostas de o Talisman ser um sucesso. E, para isso, ele até está bem recheado de argumentos – cada um mais forte que o outro.

Uma imagem poderosa

A imagem do Talisman é poderosa e viril

A imagem do Talisman é poderosa e viril

Poderosa, de linhas tão fluidas quanto viris, a imagem do Renault Talisman não deixa ninguém indiferente. É quase um caso de paixão à primeira vista, a que a assinatura luminosa única, imaginada pelos mais ousados crânios estéticos da casa francesa, oferece uma marca indelével nos nossos sentidos. Afinal, não é por acaso que a França é o centro por excelência do “design” e da alta-costura… O seu perfil sumptuoso, forte e dinâmico nas linhas que se medem em delírios cénicos até perto do asfalto; os flancos largos e viris; o olhar penetrante, ladeado pela assinatura luminosa – associada à tecnologia LED Pure Vision e refletida nas luzes diurnas em forma de “C” e nos faróis FullLED, de série neste nível máximo e mais luxuoso de equipamento – incorporada na grelha cromada, traduzem-se numa silhueta em movimento contínuo, com uma elegância única e dinâmica, que convida a entrar a bordo.

O seu design desportivo define novos códigos estilísticos

O seu design desportivo define novos códigos estilísticos

O “design” desportivo e amarrado ao chão define os novos códigos estilísticos estabelecidos pela Renault para o seu segmento D; o tamanho também: sempre são 4,86 m de comprimento, mais 1,87 m de largura, 1,46 m de altura e uma distância entre eixos de 2,81 m. Estes valores acabam por caraterizar o Talisman ST como um automóvel ágil e desportivo, apesar do seu volume e, especialmente, das suas dimensões.

A assinatura luminosa exclusiva definie o Talisman

A assinatura luminosa exclusiva definie o Talisman

Maior que o Laguna, o modelo que vem substituir na paleta de oferta da Renault, fica mais próximo ao Safrane, cuja vida foi curta e pouco sucedida. Porém, o Talisman – e basta olhar para ele, seja de que ângulo for – é muito mais dinâmico, muito mais desportivo na postura e, por isso, irá ser não menos apreciado que os seus ancestrais. Por alguma coisa mais que a imagem, o seu centro de gravidade é baixo e a posição de condução mais próxima da estrada…

De frente bem vincada é um sedutor por natureza

De frente bem vincada é um sedutor por natureza

Sedutor por natureza, o Talisman ST possui uma habitabilidade em tudo semelhante à da berlina, incluindo os 25 litros de espaços de conveniência. A maior diferença está na capacidade do porta-bagagens que, apesar de ter um volume inferior ao da berlina (572 litros contra 608), o seu comprimento original de 1,116 m pode crescer até aos 2,01 m com os bancos traseiros rebatidos, o que se vai traduzir num volume máximo de 1.700 litros.

O rebatimento dos bancos traseiros aumenta o volume para 1700 l

O rebatimento dos bancos traseiros aumenta o volume para 1700 l

Aqui acresce assinalar que o rebatimento destes bancos se pode fazer em 1/3-2/3 e que, graças à função Easy Break, essa ação é automática, a partir de dois manípulos situados no porta-bagagens. Além disso, o acesso pode ser feito com uma simples passagem do pé sob o para-choques traseiro, o que abre de imediato o portão respetivo. E o fato de a altura apo solo da plataforma ser de apenas 57,1 cm e se a amplitude desse portão ser 107,4 cm, facilita também a colocação de grandes volumes. Mas tudo isto pode não passar de números… O Talisman oferece muito mais que isso – e do que uma imagem moderna, pouco convencional, digna dos tempos mais modernos, diria mesmo um pouco a olhar ao futuro estilístico dos automóveis.

Também na traseira sobressai uma assinatura luminosa única

Também na traseira sobressai uma assinatura luminosa única

Para finalizar esta apreciação estética, assinale-se que a vivacidade das linhas acompanha todo o perfil, baixo e elegante, do Talisman ST. E, na traseira, é igualmente preponderante uma assinatura luminosa única. O poder deste conjunto vibrante conjuga-se numa perfeição ainda mais subtil, quando assente em enormes (e opcionais) jantes específicas de 19”, como era o caso da unidade em apreço.

Alta tecnologia

Apoiado por vários sistemas o comportamento em estrada não merece reparos

Apoiado por vários sistemas o comportamento estradista é irrepreensível

Já demos uma achega para aquilo que, em termos de tecnologia, embarca o Talisman ST. Mas há muito mais para lá desses pequenos pormenores, já descritos mais atrás no texto. Por exemplo: o sistema Multi-Sense (que seleciona e ajusta o modo de condução, e tem ainda amortecimento pilotado) e a tecnologia 4Control (quatro rodas direcionais). O primeiro permite personalizar a experiência de condução, de acordo com quatro modos pré-programados: Comfort, Sport, Neutro e Eco, bem, como um quinto, chamado Perso, totalmente configurável de a cordo com os desejos do condutor. Este sistema está plenamente de acordo com o centro de gravidade baixo do Talisman, para potenciar sensações de condução únicas e seguras, onde o modo “Sport” é, sem dúvida, o mais apetecido, por permite passagens em zonas sinuosas em ritmo acima do normal e, em curvas de longo raio, quase “estonteantes”. Claro que, em harmonia com a parceria feita com o sistema 4Control, que define o ângulo de viragem até 3,5º, nas rodas traseiras, de acordo com a situação, o Talisman desliza sobre carris, faz-se às curvas e sai delas sem se descompor, apesar das suas dimensões superiores à média, se bem que dentro do natural no segmento em que se insere.

Espaço e qualidade de vida são uma constante do interior

Espaço e qualidade de vida são uma constante do interior

Continuando a falar de tecnologia, um desses pormenores que, afinal, se torna delicioso e definem a qualidade de vida a bordo e as intenções topo de gama dos engenheiros franceses: segundo o modo de condução escolhido, o ambiente a bordo é definido através de diferentes tonalidades luminosas interiores (azul, vermelho, sépia, verde ou violeta), alterando-se ainda o estilo e o tipo de informações exibidas no painel de bordo e até a sonoridade do motor que, no modo desportivo, parece mesmo um… desportivo!

A qualidade percetível é irrepreensível

A qualidade percetível é irrepreensível

Este ambiente a bordo é tanto mais topo de conforto, quanto os bancos – em pele e de perfeita ergonomia, a começar pelos encostos de cabeça de “design” específicos – possuem dezenas de possibilidades de ajustes e podem dispor de função de massagem, regulável no tipo e na intensidade, segundo dois programas e cinco sequências diferentes. Uma qualidade inegável e constante no habitáculo – cujo espaço para as pernas, atrás e na frente, é de referência – e que é fomentada ainda pela existência de pele e inserções em madeira e pelas costuras negras disseminadas um pouco por toda a parte

O motor é um novo turbo-Diesel de 160 cv

O motor é um novo turbo-Diesel de 160 cv

O motor é o mesmo que já tínhamos visto na nova Espace, um turbo-Diesel de 160 cv, com uma disponibilidade irrepreensível em qualquer regime e que figura aqui associado a uma caixa sequencial de sete velocidades, mais rápida e económica – 7,1 l contra 7,6 l/100 km – na função “manual”, por toque na alavanca, sendo apenas de lamentar que não hajam comandos no volante, forrado a pele perfurada e com pespontos negros, que revela uma excelente pega e um diâmetro sem reparos.

Apesar do tamanho o Talisman ST é muito fácil de manobrar

Apesar do tamanho o Talisman ST é muito fácil de manobrar

Finalmente, apesar do tamanho, o Talisman ST revela uma notável capacidade de manobra, coma direção tão exata quanto leve, sendo aqui o condutor mais “hesitante” bem ajudado pela câmara de marcha-atrás e pelos muitos sensores espalhados um pouco por todo o “corpo” do automóvel.

Equipamento à medida dos tempos que correm

A versão Initiale Paris é o topo em termos de equipamento de série

A versão Initiale Paris é o topo em termos de equipamento de série

Vamos agora ao recheio. E convém desde já dizer que a unidade ensaiada pelo AutoanDRIVE compunha o máximo possível do mesmo, ancorado na referência Initiale (que, desde há muito, é o topo na Renault) Paris (dando o nome da capital gaulesa o toque final de “goumet” necessário a uma proposta como é o Talisman ST.

O sistema R-LINK2 com écrã de 22 cm é o centro das atenções a bordo

O sistema R-LINK2 com écrã de 22 cm é o centro das atenções a bordo

Isso acaba por significar a existência de várias possibilidades de infotainement e de conectividade, todas elas elevadas ao que de melhor existe no mercado. Por exemplo, o já “de Lineu” sistema R-LINK2 (um “tablet” conectado, aqui de segunda geração e com ecrã de 8,7” – isto é, 22 cm)) é complementado pelo sistema de som Surround BOSE® por medida, difundido através de doze altifalantes e de um subwoofer. E onde a tecnologia Centerpoint® converte o sinal das fontes estéreo num sinal multi-canal para oferecer um som Surround, em simultâneo com o tratamento digital do sinal Bose®, que integra as caraterísticas acústicas do Talisman, oferecendo assim uma equalização feita por medida.

O Talisman ST é contemplado com vários sistemas de segurança

O Talisman ST é contemplado com vários sistemas de segurança

No que à segurança diz respeito, esta é potenciada através do regulador de velocidade com controlo da distância (ACC); travagem ativa de emergência (AEBS); alerta de transposição involuntária de via (LDW); alerta de distância de segurança (SDW); alerta de excesso de velocidade com reconhecimento dos sinais de trânsito (TSR/OSP); e aviso de ângulo morto (BSW). Além disso, o Talisman ST (e, já agora, também a Berlina pois o nível de equipamento é comum…) oferece câmara de marcha-atrás; comutação automática dos faróis máximos/médios (AHL); travão de estacionamento automático; sensores de estacionamento dianteiros, laterais e traseiros; ajuda ao estacionamento em modo mãos-livres.

Um head up display informa o condutor sobre vários parâmetros

Um head up display informa o condutor sobre vários parâmetros

Bem visível no topo do painel de instrumentos, em frente ao condutor, um visor “head up display”, a cores e retrátil, apresenta todas as informações úteis para uma condução tranquila e segura, como a velocidade instantânea, a navegação e todas as ajudas à condução (ADAS) oferecidas pela versão.

Curiosamente, o preço base de um tão composto ramalhete estilístico, tecnológico e de equipamento queda-se abaixo dos 50 mil euros, o que é, no mínimo, tentador…

CARATERÍSTICAS TÉCNICAS

O Talisman vem substituir o Laguna mas é mais do tamanho do Safrane

O Talisman vem substituir o Laguna mas é mais do tamanho do Safrane

Motor: Diant. transv., 4 cil. em linha,  4 válvulas p./cilindro, 16 v., 1.598 cc, turbo-Diesel de geometria variável, c./”intercooler”, inj.dir. múltipla “common rail”; Potência (cv/rpm): 160/4.000; Binário Máx. (Nm/rpm): 380/1.750; Vel. Máx. (km/h): 213; Acel. 0-100 km/h (s): 9,6; Consumos (l/100 km): 4,5; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 7,3 (c./auxílio da manete); 7,6 (caixa totalmente aut.); Emissões CO2 (g/km): 120; Preço (euros): 48.980

A versão topo de gama Initiale Paris custa quase 49 mil euros

A versão topo de gama Initiale Paris custa quase 49 mil euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos e Divulgação (interiores)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s