Renault Mégane 1.6 dCi 130 GT Line

A quarta vaga

Renault Mégane 1.6 dCi 130 GT Line (Fotos: Arraiolos)

Renault Mégane 1.6 dCi 130 GT Line (Fotos: Arraiolos)

Em 1995, a Renault fez nascer o Mégane que, como uma onda, escudando-se nas linhas mais modernas e num preço competitivo, que incluía níveis bastante completos e invulgares, para a época, de equipamento, submergiu a concorrência. Mas isso nem sempre foi isso e, agora, consciente de que teria que fazer alguma coisa para revitalizar a sua influência num segmento em que sempre deu cartas, a Renault criou a quarta vaga do seu “best seller” médio. Revitalizou a imagem do Mégane, optou por motores concorrenciais e potentes, mas também amigos do ambiente e, “the last but not the least”, recheou-o de equipamento nos sinais dos tempos que correm, ou seja, tecnológico e conectado com o exterior. O AutoanDRIVE ensaiou o reflexo disto mesmo, na versão GT Line (ou seja, muito equipamento de série, “plus” imagem mais desportiva) associada ao motor Diesel de 130 cv. O resultado vem a seguir.

Antes de avançarmos, convém esclarecer uma coisa: este NÃO é um Mégane GT com motor Diesel! Claro que tem a sigla mágica mas, para os mais distraídos, recordamos que está acompanhada com a palavra “Line”. E o que quer isso dizer? Simples: ser Mégane GT Line (e não GT, repetimo-lo, já que isso está reservado para a versão com motor a gasolina…) é ser Mégane com equipamento de topo e personalizado, pois GT Line é, na marca do losango, uma questão de, digamos, “vestuário” um pouco “gourmet” e vagamente a dar para o desportivo e não de “performance” pura e (mais ou menos…) dura.

Muitas diferenças

O novo Mègane é muito diferente a começar pelas linhas dianteiras

O novo Mègane é muito diferente a começar pelas linhas dianteiras

Esclarecimentos feitos, vamos a fatos. Esta quarta geração Renault Mégane ostenta muitas coisas diferentes do seu antecessor. Desde logo, a nova marca identitária da casa gaulesa, dando sequência à saga estética iniciada na Espace e continuada, com sucesso, no Talisman. Definida por linhas másculas e fortes, esta identidade destaca-se não apenas pela nova grelha dianteira, mais imponente e envolvente, mas principalmente pela forte assinatura luminosa, definida por um guia de luz LED em forma de C associado às óticas dianteiras, que são Full LED nesta versão GT Line.

Também atrás o Mègane está outro e bem mais ousado

Também atrás o Mègane está outro e bem mais ousado

Também atrás a estética está fortemente definida, através precisamente de uma nova assinatura luminosa, horizontal e de personalidade vincada por outro guia de luz horizontal, deslizando por toda a secção traseira, cujas óticas são igualmente em LED. O resultado é uma imagem quase cénica, que nada tem a ver com as anteriores gerações do Mègane. O equilíbrio estético é notável, amadurecido por um perfil mais longo 64 mm e mais baixo 25 mm, em que a distância entre eixos 28 mm maior contribui também para este equilíbrio e para a sensação de este Mègane estar naturalmente “agarrado” ao asfalto.

O perfil do novo Mègane é mais baixo e compacto

O perfil do novo Mègane é mais baixo e compacto

E é aqui, na carroçaria mais baixa 25 mm, mais larga 47 mm na frente e 39 mm atrás, que está outro segredo (e novidade) deste Mégane. Mas, agora, contribuindo não tanto para a imagem (embora o seu perfil surja mais compacto e viril), mas antes para questões como a dinâmica e o espaço interior. Que, ambos, estão mais fortes e maiores, respetivamente. Com todas as vantagens que daí advêm. Aliás, não foi por acaso que a Renault escolheu para o seu novo Mègane – com o qual vai tentar subir de novo ao lugar mais alto do pódio de vendas nacionais, em que já esteve entre 2009 e 2012 – a mesma plataforma modular CMF C/D, estreada no Espace e continuada no Talisman, capaz de permitir a adoção, no novo Mègane, de várias soluções tecnológicas inéditas na gama, como sistema 4Control, disponível agora nas versões desportivas GT.

O novo Mègane é ágil e muito dinâmico

O novo Mègane é ágil e muito dinâmico

E por falar em dinâmica, o novo Mègane comporta-se realmente quase como um desportivo. O motor associado a esta versão ensaiada é o já bem conhecido (e económico, conseguimos consumos na ordem dos 5,3 l/100 km) bloco 1.6 turbo-Diesel de 130 cv, que não deixa ninguém desiludido, ainda para mais se estiver acoplado a esta caixa manual de seis velocidades, mais exata e mais rápida no engreno de todas as relações. Porém, as ligações ao solo, embora tradicionais, são firmes e hirtas, se assim se pode definir a postura fluida e ágil com que o chassis “saltita” de curva em curva, sem se descompor e sem que a frente apresente tendências para se afastar das trajetórias corretas, nas saídas dessas mesmas curvas. Enfim, numa palavra, entusiasma… mas sem deslumbrar: este, o deslumbre, avança, em primeira mão, para a versão GT, que o AutoanDRIVE também já ensaiou e funciona como entrada de gama para quem deseja emoções mais fortes.

Interior que também entusiasma

O novo Mègane expressa um inegável caráter de inovação

O novo Mègane expressa um inegável caráter de inovação

O mesmo caráter e a mesma inovação saltam à vista mal se abrem as portas (cinco, enquanto não chegam outras versões, como a Sport Tourer e o Coupé). Tirando partido das dimensões da plataforma, o espaço interior cresceu, tornando mais confortáveis as viagens, em especial para os passageiros dos bancos de trás. Mas isso não é tudo.

Conforto, espaço e qualidade foram cuidados colocados no interior

Conforto, espaço e qualidade foram cuidados colocados no interior

A Renault teve especial preocupação com a qualidade percetível, desde os materiais à montagem dos diversos painéis e equipamentos, como os bancos, porta-luvas ou painel de instrumentos e consola central. Não existem folgas ou defeitos aparentes, nitidamente este novo Mègane está um degrau acima da anterior geração. O conforto não é abstrato: logo nos bancos dianteiros ele está presente, graças a uma ergonomia mais trabalhada e a materiais mais potenciadores de conforto. Conforto esse que, sendo tão importante para uma condução segura, está plenamente associado à já referida ergonomia, mas desta vez referente à correta posição dos comandos, de uma forma geral, incluindo a alavanca das mudanças de velocidades e a pega fácil e instintiva do volante, nem demasiado fino, nem demasiado grosso – que, além disso, pode regular-se em altura e profundidade.

O ambiente no GT Line é exclusivamente azul

O ambiente no GT Line é exclusivamente azul

Esteticamente, a Renault prolongou para o interior a assinatura luminosa externa. Assim, o ambiente pode ser personalizado através da tecnologia Multi-Sense, que oferece cinco ambientes de luz distintos, associados aos cinco modos de condução possíveis. Curiosamente, na versão GT Line esse ambiente é exclusivamente azul…

O T Link2 fornece diversas informações sobre o carro e de entretenimento

O T Link2 fornece diversas informações sobre o carro e de entretenimento

Além disso, em destaque no painel central encontra-se o sistema de infoentretenimento R Link 2, que integra funcionalidades como navegação, ajudas à condução e climatização. A respetiva interface é intuitiva e de fácil utilização e, nesta versão, as informações surgem através de um ecrã horizontal de 7” – há outra opção, ecrã vertical de 8,7”. Em adição, refira-se o novo painel de instrumentos, com um ecrã LCD de 7”, personalizável de acordo com a luminosidade do ambiente e um sistema informativo head-up display a cores.

O novo Mègane está cheio de inúmeras ajudas à condução e de segurança

O novo Mègane está cheio de inúmeras ajudas à condução e de segurança

Sistemas de ajuda à condução e de segurança, como o regulador de velocidade adaptativo (ACC), sistema de travagem ativa de emergência (AEBS), alerta de transposição de via (LDW), alerta de distância de segurança (DW), alerta de excesso de velocidade com reconhecimento de sinais de trânsito (OSP com TSR), aviso de ângulo morto (BSW), comutação automática dos máximos/médios (AHL) e sistema de estacionamento em mãos-livres (Easy Park Assist), que permite realizar operações de estacionamento em três posições diferentes (paralelo, espinha e perpendicular) de forma automática estão disponíveis de série nos modelos com equipamento superior.

O portão traseiro ostenta a inscrição GT Line

O portão traseiro ostenta a inscrição GT Line

O que é o caso da versão GT Line, que inclui também: para-choques dianteiro com entradas de ar, grelha de entrada inferior específica, elementos decorativos em Dark Metal, jantes específicas de 17”, inscrição “GT Line” no guarda-lamas e portão traseiro, bancos com apoio de cabeça integrados e retenção lateral, volante específico GT Line, painel de bordo com inserção em azul e inscrição GT Line. Tudo para a vertente desportiva venha ao de cima… pelo menos, para gozo do olhar!

Este Mègane tinha jantes específicas de 17"

Este Mègane tinha jantes específicas de 17″

Finalizando como é habitual, todo este pacote custa a quem o escolher mais de 31 mil euros – um valor dentro dos parâmetros de oferta de versões semelhantes, noutras marcas do mesmo segmento.

CARATERÍSTICAS TÉCNICAS

O motor que está por baixco do capot é o conhecido bloco 1.6 dCi de 130 cv

O motor que está por baixco do capot é o conhecido bloco 1.6 dCi de 130 cv

Motor: Diant. transv., 4 cil. em linha,  4 válvulas p./cilindro, 16 v., 1.598 cc, turbo-Diesel de geometria variável, c./”intercooler”, inj.dir. múltipla “common rail”; Potência (cv/rpm): 130/4.000; Binário Máx. (Nm/rpm): 320/1.750; Vel. Máx. (km/h): 199; Acel. 0-100 km/h (s): 10; Consumos (l/100 km): 4; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 5,3; Emissões CO2 (g/km): 105; Preço (euros): 31.100

A versão ensiada custa 31.100 euros

A versão ensiada custa 31.100 euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s