Mazda2 HB 1.5 SKYACTIV-D 105 cv Excellence Navi

Um achado!

Mazda2 HB 1.5 SKYACTIV-D 105 Excellence Navi (Fotos: Foz do Arelho)

Mazda2 HB 1.5 SKYACTIV-D 105 Excellence Navi (Fotos: Foz do Arelho)

A Mazda, cada vez mais, já não é o que era! Os seus produtos estão cada vez melhores e mais universais. Bom exemplo disso é o “2”, nascido já lá vai mais de um ano: mais “carro”, mais qualidade visual e percetível, mais dinâmica na estrada. Como se isso não bastasse com o motor de 90 cv a gasolina, a Mazda decidiu colocar debaixo do “capot” o novo bloco Diesel, com mais 15 cavalos. Isto nota-se e o resultado é surpreendente. Um achado!

Não vamos aqui escalpelizar o já escalpelizado (https://autoandrive.com/2015/07/09/mazda2-1-5-skyactiv-g-90-evolve-navi/) sobre a já assinalada qualidade, uma renovada estética – a que poucos ficam indiferentes, em especial com a nova frente – e, “the last but not the least”, um conteúdo tecnológico (quase) topo de gama. Vamos, isso sim, dizer algumas palavras sobre a mais recente condição dinâmica do modelo, desde que acolheu o moderno bloco SKYACTIV-D de 105 cv.

Beber pouco e andar bem

O Mazda2 1.5 SKYACTIV-D revelou-.se um bom estradista

O Mazda2 1.5 SKYACTIV-D revelou-.se um bom estradista

Estreado no “crossover” CX-3, o motor SKYACTIV-D, com 1,5 litros de cilindrada é, desde logo, uma agradável surpresa. Frugal, forte nas prestações, estas caraterísticas acentuam-se quando alojado no respetivo compartimento, mas no mais pequeno (e leve!) Mazda 2. Aqui, os seus 105 cv de potência, mas, em especial, o seu binário de 220Nm, disponível desde muito cedo, transformam o citadino japonês num alegre companheiro, capaz de ser divertido em estrada e, também, de ser incansável em percursos mais longos.

No entanto, nestes há que ter em conta o escalonamento demasiado longo da caixa de seis velocidades, em que apenas em estrada aberta se consegue, sem que o carro esmoreça o ritmo, aproveitar de forma total a mudança superior. No resto do caminho, o melhor mesmo é manter a 5ª velocidade… Isto, aparentemente, até nem penaliza os consumos, que se ficam por cerca de 4,5 l/100 km, um valor excelente, se bem que algo acima dos 3,4 l/100 km que a marca anuncia.

Único reparo é uma sexta relação da caixa muito longa

Único reparo é uma sexta relação da caixa muito longa

Posta a claro esta que é a única pecha desta motorização no Mazda2, este acaba por ser um constante companheiro de viagem: confortável, dinâmico, sem ser demasiado duro para as costas (os bancos também a isso ajudam) e, em zonas sinuosas, bastante ágil e sem grandes tendências em fugir de frente (embora possa ficar mais “agarrado” ao asfalto, com pressões de pneus mais baixas… ou, então, com pneus de outra marca que não aquela ostentada nesta unidade). Pormenores… Como pormenor, este mais importante, é o agradável silêncio com que se consegue viajar, quase que dando a ideia de que estamos ao volante de um carro com motor a gasolina, sem o matraquear típico dos blocos Diesel. Claro que hoje em dia isso já é raro mas, mesmo assim, ainda existe em algumas marcas concorrentes.

O nível Excellenece inclui de origam um equipamento muito completo

O nível Excellenece inclui de origam um equipamento muito completo

Continuando a falar de pormenores, a unidade ensaiada pelo AutoanDRIVE estava quase no topo do equipamento disponível no modelo, o que quer dizer, em acréscimo aos habituais “mimos” como (por exemplo…) pintura metalizada (no caso em apreço, branco pérola), jantes em liga leve de 16”, sistemas i-stop (reiniciação) e e-LOOP (recuperação de energia na travagem) do motor, sistema de conectividade in-car MZD Connect, luzes automáticas, sensores de estacionamento traseiros e o sistema de navegação incorporado (Pack Navi).

No final, recebe-se uma fatura de pouco mais de 22 mil euros, valor interessante por aquilo que se… recebe de volta, envolto pelas vestes modernas e descomprometidas que são, agora, a imagem de marca de qualquer modelo da Mazda – e que, no “2”, acaba por ser ainda mais agradável, se se recuar um par de anos e se ficar a pensar naquilo que era, só de vista, o “velho” “2”.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Sob o capot jaz um silencioso e ágil motor Diesel de 105 cv

Sob o capot jaz um silencioso e ágil motor Diesel de 105 cv

Motor: Diant. transv., duas árvores de cames à cabeça. quatro cilindros em linha, 16 v., 1.499 cc, inj.directa de gasolina, start & stop; Potência (cv/rpm): 105/4.000; Binário Máx. (Nm/rpm): 220/1.400 às 3.200; Vel. Máx. (km/h): 178; Acel. 0-100 km/h (s): 10,1; Consumos (l/100 km): 3,4; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 4,6; Emissões CO2 (g/km): 89; Preço (euros): 22.097,81

Esta versão do Mazda2 custa pouco mais de 22.000 mas há mais barato quase 3.000 euros

Esta versão do Mazda2 custa pouco mais de 22.000 mas há mais barato

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s