Lorenzo vence prova e Campeonato de MotoGP

O título da vergonha

Jorge Lorenzo celebra o seu terceiro título no MotoGP

Jorge Lorenzo celebra o seu terceiro título no MotoGP

Terminou a temporada de 2015 de MotoGP. E terminou da pior forma, com Jorge Lorenzo a vencer a última prova, o GP da Comunidad Valenciana e a garantir o quinto título (terceiro na principal categoria) da sua carreira… mas o primeiro a precisar de ajuda de um outro piloto (Marc Márquez), curiosamente de uma equipa rival da sua! Uma vergonha: teria sido bem mais bonito se Lorenzo tivesse lutado lealmente com Rossi. E até poderia ser ele o Campeão mas, dessa forma correta, um Campeão merecido. Assim, não merece ter ganho, mesmo se venceu mais GP que Rossi… Mas regressando a Valéncia: Lorenzo arrancou da “pole”, comandou toda as 30 voltas, sempre devidamente protegido por Márquez, que foi sempre segundo (exceto quando, na penúltima volta, Dani Pedrosa o passou,… por alguns metros apenas, antes de ser vigorosamente colocado no “seu” lugar, o terceiro) e bem que pode reclamar ao seu novo amigo a parte que lhe é devida neste título do maiorquino. Quanto a Valentino Rossi, obrigado pela Dorna (que estranhamente não “percebeu” que o Campeonato teria muito mais a ganhar, em termos de imagem, se Rossi fosso o Campeão! Dúvidas? Bastaria ouvir os aplausos em Valéncia, sempre que o italiano ganhava um lugar! Ou, então, contar os bonés amarelos nas bancadas…) a arrancar do fim da grelha, penalizado que foi depois do famoso pontapé que, em Sepang, deu em Márquez, depois de ter sido cabeceado por este, gesto que ninguém “quis” ver…) fez o que tinha que fazer: em meia corrida, recuperou até ao quarto lugar mas, nessa altura, os três primeiros estavam já definitivamente longe. Era então esperar que o drama surgisse à sua frente mas, como nada disso sucedeu, teve que se contentar com o título (sim, título!) de vice-Campeão. Portanto, em Valéncia, e pela primeira vez na História, um piloto conquistou o título de Campeão do Mundo de MotoGP devidamente ajudado por um adversário e piloto… de outra equipa! Agora, que venha 2016 – e aí veremos durante quanto tempo mais vai durar o casamento entre Lorenzo e Márquez! E como estes dois “peixinhos” ainda têm muito a aprender com o “tubarão” Rossi – em especial, Márquez. Ah! Para que conste, nas Moto2 o vencedor foi Tito Rabat, que dominou a prova, na frente de Alex Rins e de Thomas Lüthi.

CLASSIFICAÇÕES

Moto GP – MotoGP

Moto 2 – Moto2

HR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s