Peugeot 308 1.6 BlueHDI 120 GT Line/Peugeot 308 SW 1.6 BlueHDI 120 GT Line

Linha desportiva

Peugeot 308 1.6 BlueHDi 120 GT Line (Fotos: Castelo de Arraiolos)

Peugeot 308 1.6 BlueHDi 120 GT Line (Fotos: Castelo de Arraiolos)

Isto é como na alta-costura. Ou até só na costura. As tendências. As modas. Os materiais. Os efeitos. As linhas. Aqui, GT Line é a linha desportiva. Atrevidota, bem compostinha, serve para impressionar os olhos. E fazer crer que se tem aquilo que se não é – e se gostava de ter, mas não se consegue. Porque, por baixo destas roupagens de estilo agressivo, repousa um coração sociável, calmo, confortável e muito, muito frugal. Estamos a falar do Peugeot 308 GT Line 1.6 BlueHDi de 120 cv. Juntámos, no mesmo açafate, as carroçarias de cinco portas (berlina) e SW (carrinha). Descubra as diferenças.

Peugeot 308 SW 1.6 BlueHDi 120 GT Line (Fotos: Castelo de Ourém)

Peugeot 308 SW 1.6 BlueHDi 120 GT Line (Fotos: Castelo de Ourém)

E elas, curiosamente, e tirando os respetivos conceitos, até nem sequer são muitas. Ou, mesmo, muito evidentes. No que a conceitos diz respeito, o facto de um ser uma berlina de cinco portas e o outro uma carrinha, em nada retira o valor do espaço disponível. Tanto à frente como trás, ele é amplo e a vantagem que se pode retirar na SW apenas é o resultado do aumento do volume da bagageira e, claro, da respetiva versatilidade, que fica acrescida. Afinal, uma carrinha sempre é uma carrinha…

Irmão (quase) gémeos

De frente estes dois 308 GT Line são praticamente idênticos

De frente estes dois 308 GT Line são praticamente idênticos

No resto, são praticamente gémeos – falsos gémeos, se o quiser, mas sempre gémeos. Se não, vejamos: o interior é igual, em equipamento e em acabamentos. O que é o mesmo que dizer-se: é bom em ambos, na qualidade e na convivialidade e ergonomia.

Em destaque estão a grelha específica e os grupos óticos em LED

Em destaque estão a grelha específica e os grupos óticos em LED

E, por fora, se não olharmos qualquer deles de perfil ou a três quatros desde a traseira, são também absolutamente idênticos. A razão disto? Simples: ambos são as versões GT Line – que o mesmo que dizer o topo de gama nos níveis de equipamento da Peugeot e a mais recente forma de tornar um carro “normal” numa espécie de desportivo.

Na traseira a diferença está no conceito

Na traseira a diferença está no conceito

Cinicamente falando, é a forma, bem mais barata, que a Peugeot encontrou de oferecer uma proposta parecida com um desportivo – e muito, mas mesmo muito, idêntica ao (este sim, com alguns laivos de verdadeiro desportivo – mas, ainda assim, sem exageros; esses, ficam para o próximo 308 GTI…) – mas sem, realmente, o ser.

A falsa dupla ponteira de escape e o difusor negro são semelhantes

A falsa dupla ponteira de escape e o difusor negro são semelhantes

Afinal, quando se consegue, por cerca de 10 mil euros a menos, uma “coisa” com o mesmo aspeto, embora com uma menor agilidade e menores rendimentos (mas muito melhores consumos, convenhamos – e isto não é de desdenhar, de forma nenhuma, como opção de compra…), estão garantidos aumentos das vendas.

O 308 GT Line não passa de um 308 com veleidades estéticas desportivas

O 308 GT Line não passa de um 308 com veleidades estéticas desportivas

Ora, perante o 308 GT, o 308 GT Line é isso mesmo: um 308 com veleidades estéticas desportivas, mas apenas e só isso. No resto, é um simples 308 equipado com o motor 1.6 BlueHDi de 120 cv, associado à caixa manual de seis velocidades. Ou seja, um 308 com um ar dinâmico, atrevido, mas que, no momento da verdade, apenas debita alguns pedaços de adrenalina, especialmente quando nos esquecemos de que não é um desportivo a sério e nos esquecemos da travar mais cedo antes de uma curva.

O 308 GT Line é muito mais confortável e económico que desportivo

O 308 GT Line é muito mais confortável e económico que desportivo

Nada de dramático: o chassis é são, o comportamento também. A frente foge um bocadinho para fora das curvas, à saída, mas corrige-se bem e depressa e, curiosamente, o comportamento é mais divertido na SW do que na berlina, onde a suspensão parece algo mais macia, obrigando a um “bailar” de carroçaria mais acentuado. No resto, é um normal 308, com os seus (pouquíssimos) defeitos e as suas (muitas) qualidades.

O 308 GT Line é sempre uma boa opção para quem não pode ter um 308 GT

O 308 GT Line é sempre uma boa opção para quem não pode ter um 308 GT

Enfim, para finalizar de forma fria, elenquemos o que é ser um 308 GT Line, em termos de imagem e de acabamentos interiores. Imagem: o 308 GT Line  – berlina e SW, por igual… – destaca-se pela grande grelha dianteira exclusiva que, tal com o no 508, passa a integrar o “leão”; luz em LED com “piscas” sequenciais; jantes exclusivas (no caso, de 17”; mas também podem ser de 18”); “badge” GT Line em vermelho, na grelha e atrás; dupla saída (falsa, tal como no 308 GT, na verdade…) cromada de escapes, integrados num difusor aerodinâmico a imitar carbono.

Deve dizer-se que discrição não é palavra que entre no léxico do GT Line

Deve dizer-se que discrição não é palavra que entre no léxico do GT Line

Acabamentos no interior: o acabamento em preto, de qualidade superior, sem folgas e agradável ao tato, conjuga-se com o vermelho dos pespontos nos bancos (desportivos e com excelente apoio), volante (em pele), forros das portas e punho da alavanca da caixa de velocidades – cujo topo é em alumínio e aquece deveras se deixarmos o carro exposto

O interior do GT Line é igual ao do GT e muito desportivo

O interior do GT Line é igual ao do GT e muito desportivo

ao sol… – e várias inserções em alumínio escovado, quer no “tablier” como na consola central. Os pedais são em alumínio perfurado. Tudo isto, por preços entre os 30.650 (berlina) e os 31.800 euros (SW). Bem menos que os do GT, que se parece com estes GT Line como duas gotas de água. Só que, diz o ditado, não há duas gotas de águas iguais – e estes 308 também o não são. Embora pareçam…

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

O Peugeot 308 1.6 BlueHDi 120 GT Line custa

O Peugeot 308 1.6 BlueHDi 120 GT Line custa 30.650 euros

Motor: Diant. transv., 4 cil. em linha, 2 válvulas p./cilindro, 8 válvulas, 1560 cc, turbo-Diesel, turbo-de geometria variável c./”intercooler”, inj.dir. múltipla “common rail”; Potência (cv/rpm): 120/3.500; Binário Máx. (Nm/rpm): 300/1.750; Vel. Máx. (km/h): 196 (195); Acel. 0-100 km/h (s): 9,6 (9,9); Consumos (l/100 km): 3,8 (3,2); Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 4,8 (5,1); Emissões CO2 (g/km): 98 (85); Preço (euros): 30.650 (31.800)

Nota: Entre parêntesis, os valores do 308 SW 1.6 BlueHDi 120 GT Line

O Peugeot 308 SW 1.6 BlueHDi 120 GT Line custa

O Peugeot 308 SW 1.6 BlueHDi 120 GT Line custa 31.800 euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos e Divulgação (Interior)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s