Ford Focus 1.0 EcoBoost 125 5 p. Titanium/Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p. Titanium

Bingo!

Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p Titanium

Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p Titanium

Quando a Ford lançou a primeira geração do Focus, em 1998, acertou na “mouche”: graças a um bom chassis, associado a uma oferta de motores então modernos e ousados tecnologicamente, o modelo depressa se tornou um “best seller”. A receita foi evoluindo ao longo dos anos e das gerações mas, agora, bingo! Com o Focus da quarta geração, um automóvel bem esgalhado em termos de imagem e mantendo inalteradas as suas qualidades dinâmicas, a Ford decidiu aperfeiçoar o resultado ainda mais, ao associar, numa gama que conta também com o premiado motor a gasolina 1.0 EcoBoost, o novo bloco de quatro cilindros, com 1,5 litro de cilindrada e 120 cv de potência. O resultado fica bem para lá de ser uma simples surpresa!

Ford Focus

Ford Focus 1.0 EcoBoost 125 5 p. Titanium

Bom, antes de mais convém esclarecer uma coisa: este novo Ford Focus é uma atualização do modelo de 2011, não uma versão totalmente nova. Mesmo assim – e passe a redundância… – tem o suficiente para ser… novo! Por exemplo: em termos mecânicos, tem motores em estreia na gama, como o bloco de 4 cilindros 1.5 TDCi, que ensaiámos na sua versão de 120 cv, associada a uma nova caixa manual de seis velocidades. Também novo é o sistema de recuperação de energia na travagem – mas isto não se vêm, sente-se apenas nos consumos quase minimalistas. Outra coisa que não se vê, mas se sente é o sistema de paragem e arranque automático Start&Stop e que, em conjunto com o anterior, também é responsável pelos ditos cujos consumos.

Ar de novo

O novo Focus adotou a recente linguagem de estilo em especial na frente

O novo Focus adotou a recente linguagem de estilo em especial na frente

Agora, o que se vê bem são as novidades estéticas e no interior. Desde logo, porque o Focus adotou a nova linguagem de estilo, iniciada na Ford com o Fiesta e que se carateriza pela grande grelha trapezoidal invertida, que torna de imediato o modelo mais vigoroso e dinâmico, o que é acentuado pela maior largura e menor altura da frente. Esta nova linguagem destaca-se ainda os faróis mais baixos e fluidos, escorrendo para as abas laterais de forma natural e de efeito muito bem conseguido.

No interior a consola tem um novo "design"

No interior a consola tem um novo “design”

No interior, a Ford promoveu também melhorias substanciais, com um novo desenho da consola e uma nova distribuição dos comandos, mais racional e que simplifica em muito o seu uso. Além disso, o sistema multimédia foi também melhorado, estando agora concentrado na parte superior da consola, tornando-se mais intuitivo e menos complicado, graças ao uso de menos botões e afins. As alterações no “tablier” permitiram também criar mais espaço de conveniência a bordo, algo em que o Focus de 2011 era mais avaro.

Os comandos do ar condicionado são maiores e mais fáceis de usar

Os comandos do ar condicionado são maiores e mais fáceis de usar

Ainda no interior, os comandos do ar condicionado são maiores, mais fáceis de reconhecer e de usar em andamento e o travão de mão, mecânico, foi agora arrastado para o lado esquerdo, ficando mais perto do condutor e em paralelo com a alavanca das mudanças, embora mais atrás. Isso libertou espaço para mais dois locais de conveniência, algo também existente dentro do apoio de braços.

O volante tem um desenho diferente e é forrado a couro

O volante tem um desenho diferente e é forrado a couro

O volante, embora com os tradicionais três raios, tem um desenho diferente e é forrado a couro, sendo que os botões de controlo que agrupa são melhores e mais fáceis de pressionar, porque situados em lugar mais intuitivo. Os mostradores mantêm-se inalterados, continuando a fornecer boa informação e de fácil leitura.

O posto de condução

O posto de condução não tem alterações no que diz respeito ao espaço

O posto de condução não sofreu alterações no que diz respeito ao espaço, promovendo uma boa posição de condução, fácil de encontrar e em linha com a leitura do painel de instrumentos. O banco do condutor tem regulação em altura de série e lombar apenas no nível Titanium. A coluna de direção é regulável em altura e profundidade.

Atrás o espaço para as pernas continua o mesmo

Atrás o espaço para as pernas continua o mesmo

Atrás, o espaço para as pernas continua o mesmo do anterior, sendo de referir que a largura impede que três adultos ali viajem com total comodidade, apesar de altura ao teto permitir que mesmo um passageiro com 1,85 m consiga não estar sempre a bater nele com a cabeça.

O volume da bagageira não é referencial mas é bem utilizado

O volume da bagageira não é referencial mas é bem utilizado

O porta-bagagens tem um volume de 363 litros, não sendo referencial – é mesmo o mais pequeno do segmento! – mas isso é esquecido pelas paredes lisas, que permitem o total aproveitamento desse espaço. Além de que, com os bancos rebatidos por completo, esse volume aumenta para os 1.148 litros.

Dêem-me estrada!

O novo motor 1.5 TDCi de 120 é uma agradável surpresa e muito económico

O novo motor 1.5 TDCi de 120 é uma agradável surpresa e muito económico

Pois é! Realmente, é aqui que se vê o que de melhor este Ford Focus tem. Desde sempre um chassis de referência no segmento, a Ford ajudou agora esta (merecida) fama ao reajustar a suspensão e a direção deste Focus, permitindo-lhe tornar-se num veículo bem mais confortável de uma forma geral e muito mais preciso em curva em que transmite uma agilidade que não encontra rival na concorrência. Por outro aldo, ao utilizar maior quantidade (e mais qualidade…) de material isolante, a Ford tornou o interior muito silencioso, aumentando o conforto absoluto a bordo.

Com o bloco de 3 cilindros EcoBoost e 125 cv o Focus

Com o bloco de 3 cilindros EcoBoost e 125 cv o Focus tem prestações ótimas

Juntando a isto as qualidades do novo motor 1.5 TDCi de 120 cv (mais 5 cv que o anterior 1.6 TDCi, que vai desaparecer em Setembro, pois não cumpre as normas Euro 6), sempre disponível desde rotações muito baixas, rodando em silêncio e sem vibrações, mesmo a frio, e uma caixa de velocidades bem escalonada, precisa e que não exige recurso à relações mais baixas em trânsito menos fluido, temos um automóvel para lá de agradável.

A traseira é semelhante á da versão de 2011

A traseira é semelhante á da versão de 2011

Quase que apetece dizer que a Ford acertou (outra vez!) na mouche: é que, a todas estas qualidades (estéticas, de conveniência e funcionalidade interior e dinâmicas), há ainda que referir a frugalidade do conjunto. A marca anuncia um consumo médio de 3,8 l/100 km – mas não é preciso ser-se muito esperto para se perceber que são números fabricados em condições muito específicas e raras de alcançar numa condução quotidiana, por muito relaxada que ela seja. Por isso, os 4,9 l/100 km conseguidos pelo AutoanDRIVE têm que se considerar bem melhores que razoáveis.

Bla Bla

O Focus 1.0 EcoBoost é suave, silencioso e muito ágil

Falando agora da versão com o motor 1.0 EcoBoost, declinado aqui na sua versão de 125 cv, basta repetir aquilo que já disse antes, milhentas vezes. Ou seja, este motor é provavelmente o melhor na sua “área”, os blocos tricilíndricos a gasolina. Sedoso, silencioso e sem vibrações – apesar de ter menos um cilindro – sempre “para as curvas” (quase literalmente…), é um portento de eficácia, impulsionando este Focus com galhardia, sem nunca se negar, até porque o binário surge totalmente disponível a partir das 1.400 rpm e, depois, vai por aí acima até às 4.500! Ainda por cima, ligado a uma caixa em tudo semelhante à do 1.5 TDCi – exata, rápida, de “rapports” sisudos e justos. Com isto tudo (mais o “Start&Stop”, claro), os números dos consumos quedaram-se facilmente nos 6,1 l/100 km – mais, claro, que os anunciados, mas isso é de norma…

Equipamento quase “premium”

O equipamento Titanium comum a estas unidades é igualzinho em tudo

O equipamento Titanium comum a estas unidades é igualzinho em tudo

A isto tudo, junte-se um equipamento de série, neste nível Titanium, que em (muito) pouco fica a dever a modelos do segmento superior – ou, passe o exagero mas fique a ideia, mesmo premium. Tem dúvidas?

As jantes em liga leve e a

As jantes em liga leve e a pintura metalizada são opcionais

Então, olhe para o elenco de coisas e loisas que este Ford Focus trazia no embrulho: faróis de nevoeiro dianteiros; faróis automáticos; retrovisores elétricos aquecidos e recolhíveis; limpa para-brisas automático; ar condicionado automático com controlo eletrónico de temperatura duplo; botão Ford Power; ecrã tátil de 8”; punho da alavanca de mudanças forrado a couro com friso cromado; travões com sistema ABS + EBD; controlo eletrónico de estabilidade ESP com EBA; “airbags” para condutor e passageiro, laterais à frente e de cortinas laterais insufláveis… E estas são só algumas – havia mais… mas tornar-se-ia demasiado fastidioso enumerá-las todas.

O Pack Driver III ajuda a ettacionar e é oferta de lançamento

O Pack Driver III ajuda a ettacionar e é oferta de lançamento

De opcional, esta unidade apenas tinha as jantes em liga leve de 17” (254 euros); o sistema de chave inteligente (305); a proteção de portas (152); e a pintura metalizada Deep Impact Blue e Frozen White (508). Já o Sistema de Navegação + SYNC e o Pack Driver III (travagem ativa em cidade e sistema de estacionamento automático) eram ofertas de lançamento.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Ford Focus 1.0 EcoBoost 125 5 p. Titanium

O Ford Focus 1.0 EcoBoost 125 5 p Titanium custa

O Ford Focus 1.0 EcoBoost 125 5 p Titanium custa 21.936 euros

Motor: Dianteiro, transversal, 3 cil. em linha, 2 árvores de cames à cabeça, 4 válvulas por cilindro, 12 v, 999 cc, turbo c./“intercooler”, inj. direta; Potência (cv/rpm): 125/6.000; Binário Máx. (Nm/rpm): 170/1.400 – 4.500; Vel. Máx. (km/h): 212; Acel. 0-100 km/h (s): 11,0; Consumos (l/100 km): 4,7; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 6,1; Emissões CO2 (g/km): 108; Preço (euros): 21.936

Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p. Titanium

Motor: Dianteiro, transversal, 4 cil. em linha, 1 árvore de cames à cabeça, 2 válvulas por cilindro, 8 v, 1.499 cc, turbo de geometria variável e “intercooler”, inj. direta ”common rail”; Potência (cv/rpm): 120/3.600; Binário Máx. (Nm/rpm): 270/1.750 – 2.500; Vel. Máx. (km/h): 195; Acel. 0-100 km/h (s): 10,5; Consumos (l/100 km): 3,8; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 4,9; Emissões CO2 (g/km): 98; Preço (euros): 25.668

O preço do Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p Titanium é de 25.668 euros

O preço do Ford Focus 1.5 TDCi 120 5 p Titanium é de 25.668 euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: Divulgação

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s