Green e Ekström repartiram vitórias

DTM começou em Hockenheim

Jamie Green já não vencia no DTM desde 2012

Jamie Green já não vencia no DTM desde 2012

A temporada de 2015 do DTM começou como habitualmente em Hockenheim, mas agora numa fórmula diferente: pela primeira vez em dez anos, a competição abandonou a fórmula de uma corrida única, com cerca de uma hora, ao domingo, regressando à velha e bem-sucedida grelha de duas corridas por fim-de-semana, cada uma com uma diferente qualificação. Assim, com a primeira prova a ter lugar ontem, sábado, Jamie Green capitalizou a “pole” para dominar com autoridade, apesar das duas situações de “safety car” despoletadas durante a corrida – despiste de Daniel Juncadella e acidente múltiplo provocado por Martin Tomczyk – mas onde nunca se deixou surpreender. Para o britânico da Audi, este foi o seu primeiro triunfo desde 2012, então ainda com a Mercedes. A segunda prova, hoje, domingo, teve na chuva uma convidada inesperada e foi ganha por Mattias Ekström, que passou Marco Wittmann nas voltas iniciais, afastando-se um pouco, mas não no suficiente para se manter na frente depois da paragem obrigatória para troca de pneus. Depois, teve que se desembaraçar de Edoardo Mortara, terminando com mais de 7s de vantagem sobre o italiano. António Félix da Costa não foi feliz, terminando longe dos pontos. Na prova de sábado, Miguel Molina atiorou-o para a cauda do pelotão, de onde recuperou até ao 13º posto; na segunda corrida, chegou a estar em luta pelo 6º lugar com Robert Wickens e Molina, mas perdeu tempo nas boxes, caindo para 16º e, até ao fim da prova, que acabou em 20º.

CLASSIFICAÇÕES

Corrida 1 Jamie Green (Audi), 26 voltas; Pascal Wehrlein (Mercedes), a 2,327s; Paul Di Resta (Mercedes), a 3,221s; Edoardo Mortara (Audi), a 3,930s; Mike Rockenfeller (Audi), a 4,667s; Nico Müller (Audi), a 5,203s; Maxime Martin (BMW), a 11,140s; Timo Glock (BMW), a 13,840s; Marco Wittmann (BMW), a 14,465s; 10º Augusto Farfus (BMW), a 15,458s (…) 13º António Félix da Costa (BMW), a 18,233s

Corrida 2 Mattias Ekström (Audi) 35 voltas;  Mortara, a 7,361s; Gary Paffett (Mercedes), a 8,171s; Martin Tomczyk (BMW), a 18,785s;  Wittmann, a 28,929s;  Rockenfeller, a 29,819s; Robert Wickens (Mercedes), a 30,678s;  Wehrlein, a 34,085s; Bruno Spengler (BMW), a 38,929s; 10º Glock, a 39,812s; (…) 20º Félix da Costa, a 1m21,578s

HR

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s