Ford Mondeo SW 2.0 TDCi 180 Titanium

Objetivo: ser o primeiro

Ford Mondeo SW 2.0 TDCi 180 Titanium (Fotos: Casais Monizes e Casal de Vale de Ventos, Serra dos Candeeiros)

Ford Mondeo SW 2.0 TDCi 180 Titanium (Fotos: Casais Monizes e Casal de Vale de Ventos, Serra dos Candeeiros)

Demorou uns três anos, mas finalmente chegou a quarta geração do Mondeo. Imagem, qualidade, espaço, tecnologia e equipamento referenciais inauguram um estatuto perdido e que a Ford quer, decididamente, recuperar. E, com este Mondeo, que surge num crescendo que se iniciou no Fiesta e está a passar pelo Focus, tem os argumentos necessários e precisos para que tal suceda – ser o nº 1 num segmento dominado pelos germânicos. Verdade seja dita: com este Mondeo, eles que se cuidem. O AutoanDRIVE começou por cima – ensaiando o SW 2.0 TDCi 180 Titanium. Ficou cliente…

O Ford Mondeo nasceu em 1992 e, a partir daí, foi sempre em crescendo. Mas o primeiro sinal de que a Ford estava a investir claramente numa “lavagem” de imagem e de qualidade, surgiu com a terceira geração, em 2006. Nove anos depois, o Mondeo está como que recriado e recomenda-se – mais que nunca.

Imagem imponente

Baseado no americano Fusion o novo Mondeo é imponente

Baseado no americano Fusion o novo Mondeo é imponente

Embora baseado no Fusion, o seu “gémeo” comercializado nos “States” já lá vão três anos, o Ford Mondeo é um modelo totalmente novo. Quanto mais não seja, pelas alterações ao projeto inicial, motivadas pelas exigências do mercado europeu, em questões tão sensíveis como a segurança e a qualidade dos materiais utilizados. Para isso, não somente procedeu à construção de um chassis quase totalmente novo, como o habitáculo foi montado de forma mais eficaz e rígida, capaz de aceitar uma versão de cinco portas, coisa inexistente em Terras do Tio Sam.

Na frente destaca-se a grande grelha trapezoidal e os novos grupos óticos

Na frente destaca-se a grande grelha trapezoidal e os novos grupos óticos

Exteriormente, a frente pauta-se pela grande grelha trapezoidal, de acordo com a nova assinatura estética da Ford e, neste Mondeo, ela assume um visual ainda mais ostensivo, graças a uma belo efeito tridimensional, provocado pelas barras em cromado brilhante. Atenuando o poder emanado pela grelha, encontram-se os novos grupos óticos estilzados, “fugindo” para as cavas das rodas e iniciando um perfil suave, mas ao mesmo tempo másculo e dinâmico. A parte inferior da frente, com a sua grande grelha negra para entrada de ar e os farolins anti-nevoeiro alojados numa “cama” rodeada por um fino aro cromado, prolongam o carácter dinâmico do veículo.

Também a traseira possui uma nova identidade

Também a traseira possui uma nova identidade

Também a traseira assume uma nova imagem, onde os grupos óticos em forma de sobrancelha, o óculo trapezoidal e as enormes entradas de ar cromadas, alojadas no difusor traseiro da mesma cor da carroçaria, fazem as honras da casa. No conjunto, o novo Ford continua a imagem forte e dinâmica iniciada na anterior geração, mas agora ressumando uma ainda maior robustez e qualidade.

Dinâmica para lá de interessante

Mais largo e mais baixo que o anterior Mondeo a sua dinâmica é notável

Mais largo e mais baixo que o anterior Mondeo a sua dinâmica é notável

Mais largo 10 cm e mais baixo que o anterior Mondeo, este usufrui de novas ligações ao solo, mais firmes e em que pontua, em estreia no modelo, um eixo traseiro totalmente multi-braços, bem como uma suspensão profundamente revista e melhorada. O resultado disso é um comportamento aveludado, mas sem esquecer uma grande eficácia na transposição de zonas em que existem grandes e constantes transferências de massa – isto é, curvas e contra-curvas.

O Mondeo mantém-se bem agarrado à estrada

O Mondeo mantém-se bem agarrado à estrada

O Mondeo mantém-se bem agarrado à estrada, a frente entra bem nas curvas, graças a uma direção precisa e informativa q.b., sem ser no entanto muito direta, mas também a um centro de gravidade mais baixo e à plataforma mais larga. E à possibilidade de se escolherem três afinações da suspensão – no que é uma novidade na marca: Normal, Comfort e Sport, naquilo que pode ser definido com uma suspensão adaptativa, que “comunica” com a própria direção, que é assistida eletricamente.

O silêncio impera a bordo do confortável interior do Mondeo

O silêncio impera a bordo do confortável interior do Mondeo

Tudo isto, importa também dizê-lo (se não mesmo, acentuá-lo!) no maior silêncio de rolamento, coisa tão mais interessante quanto nem sequer os tradicionais ruídos aerodinâmicos (e a versão SW até tem barras no tejadilho…) entram no habitáculo, alvo de uma melhor insonorização em termos absolutos. Por isso, o conforto em estrada é excelente, tomando o novo Mondeo num autêntico devorador de quilómetros, sem deixar qualquer vestígio de cansaço nos cinco ocupantes possíveis, alojados em assentos de primeiríssima qualidade – até nos de trás, pois existe largura suficiente para viajarem com conforto e espaço.

Os 180 cv do motor 2.0 TDCi dão-lhe uma alma de grande estradista

Os 180 cv do motor 2.0 TDCi dão-lhe uma alma de grande estradista

Além disso, equipado com o bloco 2.0 TDCi de 180 cv, associado a uma caixa manual de seis velocidades, bem escalonadas e sem hesitações no engreno, o novo Mondeo assume a sua característica de estradista de eleição com naturalidade, fornecendo ainda consumos pouco acima dos 6,5 l/100 km, uma frugalidade ajudada pelo sistema de Start&Stop. Resulta fácil rodar em estrada aberta, mas existe uma pequena pecha que tem que ser referida: o binário surge em regimes perto dos 2.000 rpm, pelo que o motor tem uma irritante tendência a “morrer” em regimes abaixo disso, exigindo o recurso às relações mais baixas da caixa.

Equipamento de topo

O interior reflete uma grande qualidade percetível

O interior reflete uma grande qualidade percetível

O interior reflete um intenso trabalho em prol da qualidade. Tipicamente Ford, nele pontuam agora materiais selecionados com maior critério, bem montados e sem pontos fracos a apontar, resumindo o ambiente numa palavra que pode muito bem ser, sem deixar ninguém surpreendido e sem ser exagero, requinte. Na verdade, bem se pode dizer que a Ford se esmerou, tendo como nítido objetivo lutar pelo primeiro lugar no segmento premium, até agora dominado pelas marcas germânicas. E bem se pode dizê-lo que, com este novo Mondeo, tem em mãos todos os argumentos capazes de fazer tremer uma liderança até agora bem segura… Os BMW, Mercedes e Audi que se cuidem…

Existe muito espaço disponível à frente e atrás

Existe muito espaço disponível à frente e atrás

Até porque se, de base, o Mondeo já traz um equipamento digno do que de melhor pode ser exigido pelo cliente premium (entre outros: ar condicionado com controlo automático de temperatura duplo; computador de bordo; alerta de fadiga do condutor; leitura de sinais de trânsito; assistência à saída da faixa de rodagem; aviso de saída de estrada; travão de mão elétrico; travões com ABS e EBD; bancos dianteiros aquecidos; airbags para o condutor e passageiro da frente, laterais e de cortina insuflável atrás…), a Ford propõe também uma ampla palete de opcionais, de que esta unidade era aliás um bom exemplo. De tal forma que o preço base de 41.700 euros foi aumentado para quase 50 mil – embora os cerca de 7.500 euros a mais estejam amplamente justificados.

A bagageira tem 540 litros e portão elétrico

A bagageira tem 540 litros e portão elétrico

Se não, vejamos alguns desses opcionais – que tornaram o Mondeo num bom exemplo do que de bom pode também ter uma marca mais generalista como a Ford: Bancos parcialmente em couro, aquecidos (1.423 euros); barras no tejadilho cromadas (330); jantes em liga leve de 18” (407); câmara de visão traseira (356); bagageira – de 540 litros – com portão de abertura elétrica (508); sistema de estacionamento automático (203); cintos de segurança insufláveis (203); alarme (285); pintura metalizada (559); Pack Conveniência (tejadilho panorâmico e cortinas de sol, 864); e o completíssimo Pack Driver Plus (deteção de ângulo morto BLIS; chave inteligente; ajuste elétrico da coluna de direção, controlo automático de velocidade adaptativo; alerta de distância para o carro da frente; banco do condutor com ajuste elétrico em 10 posições com memória; ajuste lombar elétrico do banco do condutor; retrovisores exteriores com memória, 2.338). Os sistemas de navegação, de info-entretenimento Ford SYNC II, áudio Sony com leitor de CD e de som premium com nove colunas é oferta de lançamento…

O novo Ford Mondeo tem tudo o que é preciso para chegar a número 1

O novo Ford Mondeo tem tudo o que é preciso para chegar a número 1

Uma crítica: não existe pneu suplente, mas um mero “kit” anti-furos. Coisa de somenos importância, dirão vocês – mas com que não concordamos. Basta haver um corte no pneu furado, para a viagem ter que continuar em cima do reboque do ACP…

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

O preço base do Mondeo SW 2.0 TDCi de 180 cv é de 41.????? euros

O preço base do Mondeo SW 2.0 TDCi de 180 cv é de 41.712 euros

Motor: Dianteiro, transversal, 4 cil.em linha, 4 válvulas p./cilindro, 2 árvores de cames à cabeça, 16v, 1.997 cc, turbo de geometria variável e “intercooler”, inj.direta ”common rail”; Potência (cv/rpm): 179/3.500; Binário Máx. (Nm/rpm): 400/2.000 – 2.500; Vel. Máx. (km/h): 220; Acel. 0-100 km/h (s): 8,4; Consumos (l/100 km): 4,5; Consumos AutoanDRIVE (l/100 km): 6,6; Emissões CO2 (g/km): 117; Preço (euros): 41.712 (Unidade ensaiada: 49.188)

Os opcionais desta unidade elevaram o preço para quase 50 mil euros

Os opcionais desta unidade elevaram o preço para quase 50 mil euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos e Divulgação (Interiores)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s