Fernando Alonso pode faltar às primeiras provas

Quem o diz é o doutor Gary Hartstein

Fernando Alonso poderá não estar 'okay' para as primeiras provas da temporada

Fernando Alonso poderá não estar ‘okay’ para as primeiras provas da temporada

O doutor Gary Hartstein, antigo médico da FIA para a F1 e reputado especialista em neurocirurgia, afirmou estar convencido de que Fernando Alonso poderá faltar a mais provas, além do GP da Austrália. Para Hartstein, a primeira parte da temporada “está longe de estar garantida” para po piloto da McLaren, que sofreu uma concussão, num acidente durante os testes em Barcelona.

Numa altura em que decorre ma primeira prova da temporada, na Austrália, e também as investigações da FIA para perceber o que realmente se passou em Barcelona, Gary Hartstein veio deitar mais achas para a fogueira da polémica e da incerteza, com as suas convicções.

“Se antes desta primeira concussão desaparecer existir outra pancada [na cabeça], rapidamente irá aparecer um inchaço no cérebro, o que significará uma imediata perda de consciência. Estes casos terminam quase sempre com o paciente a entrar num prolongado estado de coma. As consequências poderão ser horríveis.”

Fernando Alonso, que passou as últimas semanas em repouso na sua casa nas Astúrias, já começou os seus treinos de preparação para a próxima prova do Mundial, o GP da Malásia, dia 29 deste mês. Mas isso não garante automática participação na prova malaia: “Ele será convocado para fazer exames médicos na quinta-feira antes da prova, onde lhe será feito um completo exame neurológico, com especial atenção aos reflexos, à tensão muscular, funções sensoriais e especialmente ao equilíbrio e função vestibular.” – explicou o doutor Hartstein.

“Ele terá que passar ainda por um programa de computador, que mede a função da memória e o tempo de reação, entre outras coisas. Existe uma base de dados de todos os pilotos no início de cada época e os dados retirados do Fernando [Alonso] serão então comparados com aqueles que já existem, antes de ele ter ficado ferido. Se todos os dados e os resultados dos exames físicos estiverem normais, então será autorizado a correr.”

Mas, se Alonso for declarado apto para participar na corrida malaia, essa decisão tem que ter um caráter provisório, em especial na primeira sessão [de treinos livres] de 90 minutos: “Podem voltar a aparecer sintomas da concussão, com o esforço físico ou mental. O Fernando pode estar bem e, uma vez dentro do carro, pode não se sentir tão bem, com a pressão de o estar a pilotar.”

Por isso, Kevin Magnussen vai ter que continuar de plantão também para o GP da Malásia, caso Fernando Alonso não seja declarado apto para participar na prova.

 

Hélio Rodrigues

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s