Amigos chegados receiam que Schumacher nunca recupere

O dr. Gary Hartstein tem dúvidas sérias sobre o assunto

O dr. Gary Hartstein tem sérias dúvidas sobre a recuperação de Schumacher

O dr. Gary Hartstein tem sérias dúvidas sobre a recuperação de Schumacher

Contrariando as recentes informações, que davam conta de que Michael Schumacher poderia recuperar totalmente dentro de um a três anos, declarações de amigos chegados do piloto, citados pelo jornal britânico “Mail on Sunday” fazem temer pelo seu futuro. Aos enviados especiais daquela publicação, Allan Hall e Olga Craig, uma pessoa não identificada mas referida como muito próxima do ex-piloto da Ferrari e da Mercedes, que sofreu um sério acidente de esqui quase há um ano, tendo depois permanecido em coma induzido durante mais de seis meses, questiona-se seriamente sobre até que ponto ele irá recuperar: “Irá voltar a falar? Irá voltar a caminhar? Irá ser capaz de comer e de se vestir sozinho? Os médicos não sabem. Ninguém pode saber. A maior probabilidade é que ele nuca volte a ser o homem que era antes do acidente. Isso é cada vez mais claro!”

Mas também o dr. Gary Hartstein, que foi médico da FIA nos GP de F1, exprimiu as suas dúvidas sobre a evolução do estado de Michael Schumacher, que vai cumprir 46 anos dia 3 de Janeiro: “É preocupante que se saiba tão pouco sobre o seu estado e a sua evolução. Conforme o tempo vai passando, é cada vez menos provável que o Michael apresente melhoras significativas.” E, sem querer ser demasiado pessimista, adiantou: “A expectativa de vida de um paciente que continua em coma a mede-se em meses ou em relativamente poucos anos.”

Schumacher está em sua casa, próximo do lago Zurich, desde Setembro, quando foi para aí transferido desde o hospital de Lausanne onde estava internado durante três meses. A sua situação é “minimamente comatosa”, não consegue sentar-se sem ajuda e nem sequer consegue ainda falar, comunicar, ou caminhar.

Diariamente, a sua família gasta cerca de 160 mil euros em cuidados continuados, incluindo uma equipa de médicos e assistentes, que vigiam 24 horas seguidas o antigo hepta-campeão do Mundo de F1.

Hélio Rodrigues

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s