Jules Bianchi poderá vir em breve para a Europa

Dúvidas continuam sobre a sua situação real

Jules Bianchi poderá em breve ser transferido para a Europa

Jules Bianchi poderá em breve ser transferido para a Europa

A imprensa italiana fez eco esta manhã de que Jules Bianchi poderá em breve ser transferido para o mesmo hospital de Lausanne em que esteve internado Michael Schumacher. Internado em estado de coma, com respiração assistida e em situação considerada “crítica mas estável”, de acordo com as últimas informações oficiais, há cerca duas semanas, o piloto da Marussia terá entretanto sido estabilizado pelos médicos que o assistem no hospital de Yokkaichi, perto de Suzuka, onde teve o seu terrível acidente, contra uma grua, durante o GP do Japão, a 5 de Outubro. Isso poderá tornar possível a viagem em ambulância aérea, para a Europa, embora até agora não tenha sido veiculada qualquer confirmação oficial sobre este assunto. A agência “miltyXtrem” e a revista “Omnicorse”, que estão a divulgar esta informação, não citam nenhumas fontes, mas acrescentam estar atentas e que, em breve, divulgarão mais informações sobre o estado de Jules Bianchi.

Para já, enquanto Luciano Burti, um antigo piloto brasileiro de F1, garantiu que existem “poucas possibilidades” de Bianchi recuperar ou mesmo de sobreviver, Gary Hartstein, que foi delegado médico da FIA para a F1, trouxe um átomo de esperança e otimismo, ao refletir sobre o que sucedeu ao piloto francês: “O seu estado poderá não ser tão desesperado como dizem. Porque, ao dizermos axonal [Bianchi sofre de uma lesão axonal difusa no cérebro, uma das mais graves que existem], estamos a confirmar a nossa ignorância ao nível celular ou molecular. Ou seja, não sabemos exatamente o que se passa, porque razão existem tais problemas funcionais” – disse Hartstein, que hoje trabalha nas urgências do hospital de Liège, na Bélgica, ao semanário francês Auto Hebdo. “Jules [Bianchi] poderá muito bem, desde que as lesões celulares, de que não suspeitamos, comecem naturalmente a reparar-se, acordar e ficar com muitas ou poucas sequelas. Ou nunca acordar. Poderão existir lesões reversíveis e infelizmente lesões irreversíveis”, o que deixa a porta aberta a todos os cenários futuros.

HR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s