Afinal, Todt não disse o que foi dito que disse…

Michael Schumacher tem “uma longa e difícil estrada pela frente”

Uma longa e difícil estrada espera ainda Michael Schumacher

Uma longa e difícil estrada espera ainda Michael Schumacher

As reações à afirmação, divulgada pela RTL, de Jean Todt, que teria dito a um seu jornalista que Michael Schumacher “em breve” poderia ter “uma vida relativamente normal”, não se fizeram esperar. E também depressa se percebeu que não foi bem isso que o Presidente da FIA, amigo chegado do ex-piloto alemão, disse. Ou quis dizer: afinal, a frase nem sequer foi retirada do contexto, mas sim colocada na sua boca. O que se terá passado, isso sim, foi que, à pergunta do jornalista de serviço (“Acredita que o Michael possa vir a ter um dia uma vida normal?”), Todt terá respondido: “Somente podemosr [“One can only hope”]. Podemos dizer que ele provavelmente não ficará capaz de conduzir um F1. Ele fez progressos nas semanas e meses mais recentes, mas tem ainda um longo e duro caminho à sua frente [“a long and hard road”]. E adiantou: “Ele precisa de tempo e de descansar. Ele está a lutar e podemos acreditar que as coisas vão melhorar rapidamente.” Pressionado a precisar detalhes sobre as verdadeiras condições de Schumacher, Todt foi taxativo: “Não quero dizer, porque isso é um assunto muito pessoal. O que é importante é que ele está vivo e com sua família à sua volta.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s