A “lesão axonal difusa” de Jules Bianchi

O que é e que consequências tem?

A lesão sofrida por Jules Bianchi é das mais vulgares mas também das mais graves

A lesão de Jules Bianchi é das mais vulgares mas também das mais graves

A família de Jules Bianchi confirmou que o piloto da Marussia sofreu uma “lesão axonal difusa” no seu acidente em Suzuka. Mas o que é e que consequências pode ter este tipo de lesão? A lesão axonal difusa (DAI, em inglês, de “diffuse axonal injury”) é uma das mais comuns lesões traumáticas no cérebro e das quais cerca de 90% dos pacientes nunca vem a recuperar a consciência. De acordo com publicações médicas, a DAI é normalmente o resultado de aceleração/desaceleração traumática ou de lesão rotativa. É a mais frequente causa do estado vegetativo dos pacientes e é uma lesão muito comum nas vítimas de acidentes a elevada velocidade. A DAI representa aproximadamente metade de todas as lesões traumáticas intra-axiais e é também a causa mais significativa de morbidez em pacientes que sofrem de lesões traumáticas no cérebro. Qualquer paciente que sofra de uma lesão interna cerebral (“traumatismo fechado”) e que experimente extensa perda de consciência ou défices neurológicos precisa de imagiologia neurológica (“neuroimaging”). Apesar de tudo isto, a família de Jules Bianchi acredita e espera que ele consiga recuperar totalmente das severas lesões que apresenta. Recorde-se que o embate de Bianchi na grua se deu a cerca de 213 km/h e as forças de desaceleração terão sido na ordem dos 50G

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s