Ecclestone quer oito equipas de três carros já em 2015

Número de pilotos na F1 poderá subir para 24

Ecclestone quer oito equipas de três carros já em 2015

Ecclestone quer oito equipas de três carros já em 2015

Bernie Ecclestone anunciou em Singapura, onde está a decorrer o Grande Prémio de F1, que em 2015 poderão passar a existir equipas com três pilotos, em vez de dois. Esta é uma ideia que anda a maturar há algum tempo e que, agora que se encontram em dificuldades económicas equipas como a Sauber, a Lotus e principalmente, a Caterham e a Marussia, em risco de fecharem portas no final do ano, o “Supremo” da F1 poderá enfim implantar, tentando, com ela, colmatar a brecha que tal iria provocar nas grelhas de partida para os GP. 

A medida, que é vista com bons olhos por grande parte dos observadores pilotos incluídos – embora, como é óbvio, existam vozes dissonantes e contra… como o britânico Jenson Buton, “receoso” de surgirem, assim, ódios com apenas pilotos de uma única marca! – poderia aumentar o plantel para um total de 24 pilotos, em vez dos atuais 22, embora diminuindo o número de equipas presentes. Isto, por exemplo, provocaria um aumento da competitividade imediata, pois ficariam em atividade somente as equipas com maior poderio económico e, portanto, capazes de gerar material de qualidade muito equivalente, como acontece hoje com as principais equipas da frente. Neste caso, o espetáculo (e os espetadores…) agradeceria de maneira efusiva a decisão…

HR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s