Lewis Hamilton regressou aos triunfos em Silverstone

Primeira desistência de Nico Rosberg este ano

Lewis Hamilton regressou aos triunfos no GP da Grã-Bretanha

Lewis Hamilton regressou aos triunfos no GP da Grã-Bretanha

Lewis Hamilton regressou aos triunfos no “seu” GP da Grã-Bretanha, aproveitando da melhor forma os problemas de Nico Rosberg com a caixa de velocidades para assumir o comando e, mais tarde, depois do alemão desistir (pela primeira vez este ano), para assinar aquela que foi a sua 28ª vitória na F1 e, ao mesmo tempo, encurtar para apenas 4 pontos a diferença para Rosberg. O pódio ficou completo por Valtteri Bottas (Williams/Mercedes), uma vez mais autor de uma grande corrida e Daniel Ricciardo, que de novo foi o melhor dos Red Bull. Jenson Button (McLaren/Mercedes) foi 4º.

A corrida britânica ficou marcada por dois acontecimentos: logo na 1ª volta, o acidente de Kimi Raikkonen, que perdeu o controlo do Ferrari, a alta velocidade, destruindo-o contra os “rails” de proteção do lado direito da pista e, ao atravessar para o outro lado, já sem três rodas, pelo meio do pelotão ainda cerrado, levando consigo Kamui Kobayashi, que bateu nas barreiras para o evitar e Felipe Massa, que não entrou em pião de propósito mas, mesmo assim, não evitou o carro italiano desgovernado à sua frente. Massa e Kobayashi saíram ilesos, mas Raikkonen demorou a sair dos destroços do Ferrari e fê-lo a coxear, sendo transportado ao hospital do circuito. O finlandês – que perdeu o controlo do Ferrari ao regressar à pista após sair largo numa curva, quando passou sobre uma bossa à entrada do asfalto – sofreu contusões num joelho e num tornozelo e está em dúvida para os testes que irão realizar-se, durante a semana, em Silverstone. A corrida esteve interrompida mais de uma hora, para os “rails” danificados serem substituídos.
O outro foi o duelo intenso que, durante várias voltas, envolveu Fernando Alonso e Sebastian Vettel pelo 5º lugar, que foi favorável ao actual Campeão do Mundo, depois de uma longa e dramática ultrapassagem, em que os dois carros quase se tocaram por várias vezes.

CLASSIFICAÇÕES
Corrida: Lewis Hamilton (Mercedes), 52 voltas em 2h26m52,094s; Valtteri Bottas (Williams/Mercedes), a 30,135s; Daniel Ricciardo (Red Bull/Renault), a 46,495s; Jenson Button (McLaren/Mercedes), a 47,390s; Sebastian Vettel (Red Bull/Renault), a 53,864s; Fernando Alonso (Ferrari), a 59,946s; Kevin Magnussen (McLaren/Mercedes), a 1m02,563s; Nico Hulkenberg (Force India/Mercedes), a 1m28,692s; Daniil Kvyat (Toro Rosso/Renault), a 1m29,340s; 10º Jean-Eric Vergne (Toro Rosso/Renault), a 1 v.; 11º Sérgio Pérez (Force India/Mercedes), a 1 v.; 12º Romain Grosjean (Lotus/Renault), a 1 v.; 13º Adrian Sutil (Sauber/Ferrari), a 1 v.; 14º Jules Bianchi (Marussia/Ferrari), a 1 v.; 15º Kamui Kobayashi (Caterham/Renault), a 2 v.; 16º Max Chilton (Marussia/Ferrari), a 2 v.; 17º Pastor Maldonado (Lotus/Renault), a 3 v.

CAMPEONATOS
Pilotos: Rosberg, 165 pontos; Hamilton, 161; Ricciardo, 98; Alonso, 87; Bottas, 73; Vettel, 70; Hulkenberg, 63; Button, 55; Magnussen, 35; 10º Massa, 30; 11º Pérez, 28; 12º Raikkonen, 19; 13º Vergne, 9; 14º Grosjean, 8; 15º Kvyat, 6; 16º Bianchi, 2. Construtores: Mercedes, 326 pontos; Red Bull/Renault, 168; Ferrari, 106; Williams/Mercedes, 103; Force India/Mercedes, 91; McLaren/Mercedes, 90; Toro Rosso/Renault, 15; Lotus/Renault, 8; Marussia/Ferrari, 2.

Próxima prova: GP Alemanha (20 de Julho)

Hélio Rodrigues

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s