Nico Rosberg conquistou segunda vitória no Mónaco

Nico Rosberg venceu pelo segundo ano seguido no Mónaco

Nico Rosberg venceu pelo segundo ano seguido no Mónaco

Corrida foi animada… lá para trás

Nico Rosberg conquistou a sua segunda vitória consecutiva no GP do Mónaco e quinta da sua carreira, igualando o seu pai Keke, ao dominar de fio a pavio, depois de ter largado da “pole”, uma prova que só foi animada… lá mais para trás. De fato, os três primeiros da grelha acabaram por ser os ocupantes do pódio e pela mesma ordem em que partiram – Lewis Hamilton a secundar o seu colega de equipa, na frente de Daniel Ricciardo, com o único Red Bull a chega ao fim, já que Sebastian Vettel abandonou com problemas de motor e a caixa encravada em 1ª velocidade. Fernando Alonso foi o 4º, mas poderia não ter sido assim, já que Kimi Raikkonen teve a sua corrida arruinada por um toque de Max Chilton, quando o dobrava e estava em 3º, tendo que entrar nas boxes. Entre os muitos incidentes, tradicionais nesta pista, contam-se o acidente entre Jenson Button e Sérgio Pérez, logo na volta inicial, provocando o abandono do mexicano, bem como o despiste violento de Adrian Sutil na saída do Túnel, mas sem consequências físicas para o piloto. O herói da corrida acabou por ser Jules Bianchi, que terminou em 8º com o Marussia, caindo uma posição depois de ser penalizado com 5 s, mas oferecendo à marca os seus primeiros pontos na F1. Com esta vitória, Rosberg regressou ao comando do Mundial de Pilotos, com quatro pontos sobre Hamilton.

CLASSIFICAÇÕES

Daniel Ricciardo voltou a ser 3º numa corrida este ano

Daniel Ricciardo voltou a ser 3º numa corrida este ano

Corrida: Nico Rosberg (Mercedes), 78 voltas em 1h49m27,661s; Lewis Hamilton (Mercedes), a 9,210s; Daniel Ricciardo (Red Bull/Renault), a 9,614s; Fernando Alonso (Ferrari), a 32,452s; Nico Hulkenberg (Force India/Mercedes), a 1 v., Jenson Button (McLaren/Mercedes), a 1 v.; Felipe Massa (Williams/Mercedes), a 1 v.; Romain Grosjean (Lotus/Renault), a 1 v.; Jules Bianchi (Marussia/Ferrari), a 1 v.; 10º Kevin Magnussen (McLaren/Mercedes), a 1 v.; 11º Marcus Ericsson (Caterham/Renault), a 1 v.; 12º Kimi Raikkonen (Ferrari), a 1 v.; 13º Kamui Kobayashi (Caterham/Renault), a 3 v.; 14º Max Chilton (Marussia/Ferrari), a 3 v.

Melhor volta: Raikkonen (Ferrari), 1m18,479s

CAMPEONATOS DO MUNDO

Jules Bianchi foi 9º e ofereceu os primeiros pontos à Marussia

Jules Bianchi foi 9º e ofereceu os primeiros pontos à Marussia

Pilotos: Rosberg, 122 pontos; Hamilton, 118; Alonso, 61; Ricciardo, 54; Hulkenberg, 47; Vettel, 45; Bottas, 34; Button, 31; Magnussen, 21; 10º Pérez, 20; 11º Massa, 18; 12º Raikkonen, 17; 13º Grosjean, 8; 14º Vergne, 4; 15º Kvyat, 4; 16º Bianchi, 2

Nico Hulkenberg terminou em 5º com o Force India/Mercedes

Nico Hulkenberg terminou em 5º com o Force India/Mercedes

Construtores: Mercedes, 240 pontos; Red Bull/Renault, 99; Ferrari, 78; Force India/Mercedes, 67; McLaren/Mercedes, 52; Williams/Mercedes, 52; Lotus/Renault, 8; Toro Rosso/Renault, 8; Marussia/Ferrari, 2

Jenson Button foi o melhor dos McLaren ao terminar em 6º

Jenson Button foi o melhor dos McLaren ao terminar em 6º

Próxima prova: GP Canadá, 6 a 8 de Junho

A Lotus voltou a pontuar com Romain Grosjean

A Lotus voltou a pontuar com Romain Grosjean

HR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s