Não existem notícias sobre Michael Schumacher

Neurocirurgião explica que piloto pode não estar melhor

Há mais de um mês que não há notícias sobre como está Michael Schumacher

Há mais de um mês que não há notícias sobre como está Michael Schumacher

Lá diz o povo que, quando não há notícias, as notícias são boas. Mas, no caso de Michael Schumacher, que estará ainda em coma induzido, desde que sofreu um acidente de esqui, a 28 de Dezembvro de 2013, pode não ser bem assim. Há mais de um mês que nem a sua assessora de imprensa, Sabine Kehm, nem os diversos “media” internacionais que sempre estiveram próximo do piloto, mantendo o mundo informado sobre o que se passava com a sua evolução, trouxeram a lume qualquer outra informação. A última adiantava que Schumacher já estaria a revelar sinais positivos, como mexer as pálpebras ou reagir a estímulos externos, durante o longo processo de acordar, que os médicos estavam a levar a cabo há algumas semanas Agora o neurocirurgião Peter Hutchinson decidiu explicar que isso não poderá querer dizer que ele esteja de fato a melhorar.

Professor da Universidade de Cambridge e médico-chefe do GP da Grã-Bretanha de F1, Peter Hutchinson acredita que os “sinais de consciência” avançados há algumas semanas podem não significar necessariamente uma melhoria no estado de saúde de Michael Schumacher.
Ao programa “Health Check”, da BBC, explicou que “avaliamos a consciência de duas formas: a primeira é se os olhos estão abertos e a segunda é se o paciente responde a ordens simples.” E adiantou ainda que “nem todos [os pacientes] saem do coma induzido e permanecem conscientes. O tempo passa e talvez isso [os sinais de consciência do piloto] seja um sinal de melhoria, mas, para nós, somente quando o paciente começa a obedecer a ordens, como levantar o braço ou abrir e fechar os olhos, é que realmente podemos considerar uma evolução no seu estado de saúde.”
A equipa médica que está a cuidar de Michael Schumacher fez a opção comum de o colocar em coma induzido, como forma de evitar danos na sequência da inflamação no cérebro. Mas, depois de anunciado o início do processo e as primeiras reações à redução da medicação, nada mais foi avançado, oficial ou oficiosamente, sobre a evolução e o verdadeiro estado de saúde de Schumacher.

HR

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s