Renault Twingo 1.2 75 cv Night & Day

O último fôlego

Renault Twingo 1.2 75 cv Night & Day (Fotos: Alenquer)

Renault Twingo 1.2 75 cv Night & Day (Fotos: Alenquer)

O novo Twingo está aí e promete ser uma revolução mas, enquanto ele não chega, a Renault deu um último fôlego ao anterior, que tão bons serviços prestou à marca do losango. Mantendo o “velho” motor 1.2 a gasolina de 75 cv, o toque final chama-se Night & Day e tem uma imagem e um equipamento específico. Por isso, dificilmente passa despercebido, embora nem sempre seja consensual.

O Renault Twingo Night & Day funciona como uma espécie de adeus da marca francesa a um modelo que, em 20 anos de bons e leiais serviços, soube ter arte e engenho para entrar, cm força definitiva, na História da Renault. Não é uma chave de ouro, muito menos o canto do cisne: é, isso sim, um exercício de estilo que vai permitir, pensa a marca, fazer uma despedida a preceito daquela que foi a terceira geração do irreverente citadino com nome de desenho animado.

A Renault embelezou a preceito o Twingo e tornou-o ainda mais jovem

A Renault embelezou a preceito o Twingo e tornou-o ainda mais jovem

Para isso, a Renault embelezou (ou não… segundo nós, mas a beleza é sempre uma noção subjetiva) o Twingo de uma forma que não o deixa passar despercebido. Desde logo, oferecendo-lhe umas “enormes” jantes de 15”, de cinco raios, pintadas em negro e com embelezadores em Dark Metal. Negro, que é uma das cores de referência nesta versão esteticamente mais, digamos, apimentada: significa o mistério da noite, o escuro. E, por isso, negros (ou preto nacarado, como especifica a Renault) são o “aileron” traseiro (que “percorre” toda a orla superior do óculo traseiro que, tal como os vidros… traseiros, são necessariamente escurecidos), os retrovisores (preto granulado), as já referidas jantes, a máscara dos grupos óticos dianteiros, a dupla grelha e as “camas” dos indicadores de mudança de direção.

O branco (Day) e o negro (Night) são as cores de referência desta versão

O branco (Day) e o negro (Night) são as cores de referência desta versão

A outra cor de referência é o branco glaciar da carroçaria, formando ambas a melhor combinação possível, a junção Night & Day perfeita, promovendo a elegância que a moda dita. Há outras cores de carroçaria possíveis, mas acreditamos que a noite não é nem Vermelho Vivo, nem Violeta Fuschiaou Azul Bermudas. A não ser que haja muita “loucura” à mistura na diversão… noturna e, aí sim, tudo é possível imaginar… Ah! Já agora, no interior este Twingo tem bancos em tecido específicos Night & Day, pretos e brancos – uma espécie de B.I. final.

O interior recebeu bancos específicos Night & Day em recido

O interior recebeu bancos específicos Night & Day em recido

E pronto: estamos conversados, quanto à Night & Day. No resto, o Twingo é tudo menos misterioso, ou sequer empolgante. É, isso sim prático, ágil na cidade e esconde um espaço interior que, desde 1994, se revelou um trunfo improvável, pois expande-se na frente e atrás, dentro de dimensões minimalistas. Mas isso já não é nenhuma novidade, nem sequer o motor 1.2 a gasolina, de 75 cv – o único que existe no Twingo. Mostra-se à altura das necessidades no trânsito urbano, em volta das cidades mas, se o transportarmos para longe do seu “habitat” natural, vêm ao de cima as esperadas limitações. A pequena carroçaria adorna um pouco, o Twingo tende a fugir de frente, as trajetórias longas e rápidas são pouco definidas, o conforto não é um trunfo dinâmico muito forte. Em especial, se existirem muitas subidas, ou o trânsito for compacto, pois então torna-se necessário muito trabalho com a caixa manual de cinco velocidades, macia e justa, tipicamente Renault.

O Twingo tem sempre um aspeto "cool" e de bem com a vida

O Twingo tem sempre um aspeto “cool” e de bem com a vida

Mas, convenhamos, não foi para grandes correrias que o Twingo foi pensado e muito menos para fazer “rali” no troço de Montejunto (para onde não o levamos, está claro!). Mesmo assim, é preciso dizer, com honestidade, que não deixa de ser um pequeno diabo, divertido quando provocado, pois é leve, a direção também e as suas pequenas dimensões, com as rodas nos quatro cantos da carroçaria e curta distância entre eixos, também ajudam a isso.

A traseira tem um vigoroso "aileron" em volta da parte superior do óculo

A traseira tem um vigoroso “aileron” em volta da parte superior do óculo

Por falar em pequenas dimensões, há no Twingo uma coisa que desilude: a sua bagageira que, além de pequena – mas aqui nada a fazer… mesmo se a marca anuncia um volume de 230 litros – é pouco prática, por causa da sua forma vertical e profunda. Outra coisa que não é muito agradável: os consumos dificilmente baixam dos 5,5 l/100 kms, demasiado para aquilo que se espera de um carro tão pequeno.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

As jantes Dark Metal de 15" são de série nesta versão

As jantes Dark Metal de 15″ são de série nesta versão

Motor: Diant., 4 cil., 1.149 cc, inj.multiponto de gasolina, 16 v; Potência (cv/rpm): 75/5.500; Binário Máx. (Nm/rpm): 107/4.250; Vel. Máx. (km/h): 170; Acel. 0-100 km/h (s): 12,3; Consumos (l/100 km): 4,5; Emissões CO2 (g/km): 104; Preço (euros): 9.950

O Renault Twingo Night & Day custa menos de 10 mil euros

O Renault Twingo Night & Day custa menos de 10 mil euros

Texto: Hélio Rodrigues; Fotos: C.Santos e Divulgação (Interiores)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s